Ventilador_Reformado_1

Faz pouco tempo que postei os meus achados nas feiras do Rio. Entre eles está um ventilador retrô com um design incrível, mas muito detonado. Como tava precisando de mais algo pra colocar em cima do aparador da copa, o ventilador foi minha primeira vítima.

O primeiro passo foi desmontá-lo, assim ficou mais fácil deixar cada parte pronta pra reforma. Na base eu usei uma microretífica para tirar a tinta velha e o enferrujado. Essa microretífica funciona como uma mini lixa e é bem útil para objetos menores o com detalhes. Fiz a mesma coisa com a grade do ventilador. Na hélice, tive usar uma lixa menor para unformizar o monte de durepox (gambiarra porca) que o antigo dono usou pra remendar as partes quebradas.

Ventilador_Reformado_2

Depois tirei o pó de cada peça com um pano molhado, esperei secar e parti pra pintura. Usei tinta spray bronze para base e grade. Para hélice, usei tinta spray vemelha fosca. Como vocês já sabem, foram algumas camadas finas com intervalos entre elas.

Ventilador_Reformado_3

 Esperei umas 4 horas pra tinta secar. Aí montei novamente o ventilador. Deixei ele mais próximo da cor original possível, até porque gostei da combinação. Pra deixar um detalhe retrô, mantive a plaquinha com a marca e o modelo. Só dei uma limpada nela.

Ventilador_Reformado_4

Ventilador_Reformado_5>> A tinta spray bronze é da Colorgin

>> A vermelha é da Montana

>> Lembrem-se sempre: Quanto mais finas as demãos de tinta, melhor o resultado

>> O ventilador não funciona, mas pequenos detalhes é tema pra música do Roberto né?

Reforma tão rápida quanto esse post, mas uma mão na roda se você tiver tomado gosto pelos garimpos de velharias. O segredo é focar sempre no potencial do que você tá comprando. Depois é só chegar em casa e colocar em prática as dicas do tio Edu aqui! Curtiram? Digam aí!