1Se tem uma unanimidade na decoração atualmente, ela atende pelo nome de Parede de Lousa. Qualquer projeto mais moderno sempre inclui esse recurso em algum canto da casa. Eu acho o efeito fantástico mas sempre vi alguns poréns: O pó do giz que se esparrama pra todo lado, com o tempo a parede fica muito manchada, não é prático pra anotar receita ou deixar recado. Mais fácil usar um pedaço de papel né?Pra mim a parede de lousa tem um valor mais estético que funcional. Eu acho interessante colocar um desenho legal ou algo que você possa deixar por ali até achar algo mais bacana pra colocar no lugar.

Uma parede lousa pra chamar de minha

Então juntei os prós e contras e fui caçar um lugar aqui em casa onde eu pudesse ter a minha parede e minhas “artes” ficassem lá sossegadass. A solução?  Hall de entrada. É um lugar onde não fico tanto tempo pra me incomodar com o pó do giz e também tem um espaço bom pra desenhar o que eu quiser. Definido o lugar, agora tinha o desafio da realização. Pintar tava fora de cogitação: “Você pode fazer o que quiser, mas quando for sair daqui, tem que deixar tudo do jeito que achou”, palavras da dona da casa. Fueeennnnnnn. Pois é meus queridos, sou mais um coitado que mora de aluguel e precisa se adaptar a essa triste realidade se quiser ter um canto mais ajeitado.

Tinta ou adesivo? Eis a questão!

Como eu acredito que tinta preta não seja algo muito fácil de cobrir depois, apelei mais uma vez pro bom e velho contact. Pois é, também serve pra isso. E tô pra dizer que o resultado é muito melhor. Primeiro porque é mais fácil, prático e rápido de aplicar. Segundo: só passar um pano molhado que tá novo de novo. Terceiro: quando me mudar dessa casa é só arrancar e dar uma mão de tinta cor de nada (igual tá lá hoje) e tá tudo certo.

Pra fazer é muito fácil:

Tire a medida da parede e compre papel contact suficiente para cobrir. No meu caso, um rolo de 10 metros de contact preto fosco foi suficiente. Pra aplicar, é só seguir o passo a passo que já mostrei aqui no blog várias vezes. Comece cortando tiras de contact na altura da parede deixando alguns centímetros sobrando pra dar o acabamento. Aplique normalmente (não precisa molhar com espuma) com o auxílio de um pano. Faça de cima pra baixo tomando o cuidado de sobrepor alguns centímetros da tira de contact sobre a que estiver embaixo pra evitar falhas.

2

Ao terminar,  passe o pano mais uma vez para garantir que não ficou bolhas retire o excesso de contact em cima e embaixo com um estilete. Repita o passo a passo até completar toda a parede.

 3

Depois de cobrir toda a parede, chegou a hora da diversão! Solte a imaginação e desenhe o que vier na cabeça. A dica é usar giz plastificado. Ele solta menos pó e a aderência é bem melhor. Quer fazer uma arte mais profissional? Imprima o que você quer fazer numa folha e desenhe uma tabela em cima. Depois é só reproduzir essa tabela numa escala maior na parede. Dá um pouco de trabalho, mas o resultado é muito legal. Saca só esses exemplos abaixo. São de uma moça muito fera chamada Dana Tanamachi:

 dana_akqa_03web Dana-Tanamachi-DIGITAL-TEMPLE-Magazine-6 uploaded-file-66008

Eu fiz uma versão meio capenga da marca do blog (é tão mais fácil no computador) e mais umas firulas, além de um recadinho pras visitas. Hehe. Acabei curtindo demais o resultado final e, principalmente a possibilidade de trocar quando me der na telha!

Veja também

Projeto home office: lousa + bancada

Parede lousa em vários ambientes da casa

4>> Você pode usar essa técnica onde quiser (geladeira, armário, bancada, quadro, sogra, etc.)

>> Nem precisa dizer que sai mais barato aplicar tinta né?

>> Não, eu não vou pintar a porta por motivos óbvios (aluguel, casa não é minha, etc.). Obrigado por não insistir.

Essa reforma do hall foi muito rápida. Pra complementar comprei uma luminária, coloquei uma planta que vai morrer jajá e criei mais uma luminária, mas isso é assunto pra outro post. Agora eu quero saber é se vocês curtiram e onde vão fazer sua lousa. Comenta aí vai…