Sempre vi na net alguns blogueiros que acham tesouros no lixo, reformam e ficam aquela beleza. Só que isso nunca aconteceu comigo. Fico de olho pra ver se acho algo com potencial, mas nunca tive sorte não. Mas tudo mudou quando descobri, num galpão, essa mesinha abandonada num canto, com data marcada pra ir pro lixo. Acho que fiquei mais feliz do que se tivesse comprado uma nova. Afinal, que blogueiro é esse que nunca reformou nada do lixo meu povo? Catei logo ela e levei pra casa, mesmo sem saber ao certo o que fazer.
Aí vieram milhões de idéias: pintar de amarelo, colocar um tampo de vidro, fazer montagem de imagens, mas nada que realmente me convencesse. Aí fui pro facebook e pedi a opinião pros leitores. Mais uma tempestade de idéias. De “pinta com spray” a “manda pra cá” e até mesmo “faz nada, joga fora”. É sério. Rs. Mas teve uma idéia específica que me chamou atenção:“acho legal o uso não-óbvio das coisas, então, joga esse tampo empenado fora e usa a base como suporte pra uma luminária de chão. é só prender uma haste metálica, pra dar mais altura, colocar a cúpula, e pronto!”
Tava decidido: a mesa ia virar luminária e olha só o resultado:
O primeiro passo foi retirar o tampo da mesa que tava bem detonado e lixar bem o pé. Sim, essa parte é muito chata, ainda mais nesse caso que não deu pra usar lixadeira porque o pé da mesa possui muitos detalhes. Então foi na mão e na fé mesmo. Depois de tirar todo e qualquer vestígio de tinta e verniz, é hora de dar uma mão de tinta base pra garantir a aderência. Como tava sem tinta base em casa, usei uma spray branco fosco e funcionou muito bem. #ficaadica. Duas demãos são suficientes.
Enquanto a base secava, fiz um furo na parte de cima do pé da mesa usando uma furadeira com serra copo no diâmetro do cano que sustentará a luminária. Depois fiz um furo na lateral pra passagem do fio. Pra fazer a instalação elétrica comprei uma boquilha que se encaixasse  direito no cano e fiz as devidas ligações de forma que o fio ficasse escondido dentro do cano e saísse da base de madeira. Após fazer essa ligação, encaixei o cano no buraco da base de madeira e preenchi todo o resto do buraco com massa para garantir a fixação. 
Assim que a massa secou, lixei pra tirar o excesso e parti pra pintura final. Para os pés, usei tinta spray dourada e o restante pintei com tinta automotiva preta (a única que eu tinha em casa). No cano e na boquilha, pintei com tina spray prata pra tirar a ferrugem. Para o acabamento ficar legal, marquei com uma fita adesiva os limites de cada cor.
Quando tudo secou, instalei a cúpula e a lâmpada. Como queria algo mais discreto, já que tem muita cor na minha copa, comprei um cúpula branca mesmo. Optei por uma lâmpada quente pra equilibrar com a lâmpada fria do cômodo onde ela vai ficar. 
Bom, esse projeto foi muito bom pra abrir mais a visão e enxergar mais possibilidades nos objetos do dia a dia. Se pensar um pouquinho, sempre pode surgir algo novo e criativo que vai dar ainda mais personalidade pra casa.
>> A cúpula eu comprei na Leroy (49,90)
>> Não entende nada de elétrica? Peça ajuda.
>> O cano é resto do que eu usei nas araras do meu closet. Dá pra encontrar em serralherias.
>>Esse tapete de cor de burro fugido foi só pra fazer uma firula. Não funcionou.
 
No mais, muito obrigado ao Nixon pela sugestão e, qualquer dúvida, é só perguntar!
Também pode comentar, curtir, compartilhar, enfatizar, manifestar. Interaja!
Até mais!