Depois que o blog cresceu, os amigos mais chegados cismaram que eu tô famoso, e o pior: acham que eu virei um super consultor de tudo que se relaciona à casa. Pois bem, como é amigo mesmo, se eu der um pitaco errado, não vai me detonar depois.

Dia desses um deles me chamou pra ver a obra da casa que ele tá construindo e tá quase terminando. Fui lá e a obra tá bem legal mesmo e nos “finalmentes”. Aí dei um pitaco nas cores das paredes, ajudei com umas luminárias e tal. E falando em luminária, eu, que sou maníaco, não pude deixar de reparar uma que tava jogada num canto. Ele disse que tinha comprado, mas não curtiu. Já catei pra mim e no caminho pra casa já tinha um projeto em mente: ia transformá-la numa luminária de cabeceira. O resultado? Saca só:

Luminária_Cabeceira_HC_1

Essa luminária é daquelas tartarugas que, geralmente , são usadas em áreas externas e fixadas na parede. Achei essa bem legal porque é toda de metal, bem robusta e ainda tem uma base que permite ficar apoiada em superfícies planas. Sem contar essa pegada meio industrial que me conquista fácil.

Luminária_Cabeceira_HC_2

O passo a passo é bem fácil (muito mesmo) e você só vai precisar de uma luminária como essa, cabo paralelo, interruptor, plug macho (tomada), tinta spray e lixa. O primeiro passo é desmontar a luminária. Moleza também, são só 2 parafusos. Depois, faça um furo onde vai passar o fio. Pra garantir que a estrutura de metal não rache, use uma broca mais fina primeiro. Depois vá aumentando até ficar do tamanho que você precisa pra passar o fio.

Luminária_Cabeceira_HC_3 Luminária_Cabeceira_HC_4 Luminária_Cabeceira_HC_5

Usando uma lixa bem fina, lixe toda a estrutura que será pintada. Tá bom, eu sei que lixar é um saco. Mas é o que garante o acabamento legal. Pense na situação: Chega uma visita mala na sua casa (daquelas que olham até debaixo da cama) e você vai todo pimpão mostrar sua nova “arte”. Ai a adorável convidada esfrega o dedo pra ver ser tá “profissional mesmo” (elas sempre fazem isso). Resultado: o dedo do sujeito sujo e você com a cara mais vermelha que a luminária. Não rola né? Então, por favor, odeie mas NUNCA deixe de lixar, combinado?

Luminária_Cabeceira_HC_6

Depois de ter lixado o suficiente pra tirar o brilho da tinta e deixar a superfície fosca, é hora de pintar. Eu usei tinta spray vermelho fosca. Aqui vale mais uma dica: Tinta fosca tem um efeito bem legal, mas se depois você mexer muito no objeto pintado, acaba ficando marca de dedos e é bem chato pra limpar. Então opte por esse tipo de tinta somente quando for um projeto em que você não vai meter a mão toda hora. 3 demãos de tinta (bem finas) são suficientes pra deixar a luminária “vermelha, vermelhaça, vermelhisco, vermelhante, vermelhão”.

Luminária_Cabeceira_HC_7 Luminária_Cabeceira_HC_8 Luminária_Cabeceira_HC_9

A tinta spray seca bem rápido, mas pra ficar no ponto de você mexer e não dar nenhuma merda, o ideal é esperar de um dia pro outro. Depois é só passar o fio e fazer a ligação na base da luminária. É a ligação básica. Já falei disso aqui no blog várias vezes.

Luminária_Cabeceira_HC_10 Luminária_Cabeceira_HC_11

Pra ficar com cara de luminária de loja, instale um interruptor pra facilitar a sua vida e, se achar uma tomada vermelha, vai ficar ainda mais show.

Luminária_Cabeceira_HC_12 Luminária_Cabeceira_HC_13

>> Use uma lâmpada fria (fluorescente de até 15 watts). Não queremos uma luminária superaquecida ao alcance da sua mão, não é mesmo?

>> Usei a cor Light Red da MTN 94

>> Não esqueça de optar por luminária com essa base mais robusta ou ela vai ficar bailando na mesa.

>> Gostaram do meu bonequinho de madeira fazendo pose de Look do dia?

Não sei se as fotos ajudaram, mas essa luminária fica muito legal e a luz fica incrível. Tanto que você tem que ter uma na sua casa, de um jeito ou de outro. Calma, eu explico. Como todo mundo sabe, agora o blog tem uma loja (a sensacional HC Store) que é a minha proposta pra permitir que quem não leva jeito/ não tem saco / mora longe/ etc, tenha em casa os projetos que eu mostro aqui. Então sempre que rolar um projeto que tiver um resultado bacana e que for viável pra produzir em grande quantidade, eu vou perguntar pra vocês, meus queridos leitores/clientes, se querem ver a idéia na loja também. Só responder o questionário abaixo.

Claro que o fato de ter na loja não significa que você não deva tirar a bunda do sofá e fazer algo aí na sua casa também né? Não se esqueça da Galeria do Leitor.

É isso meu povo, mais uma vez reforço a importância de sair da caixa na hora de pensar na decoração. Seu próximo projeto pode sair de onde menos imagina. Agora conta pra mim, curtiu? Então comentar aí. Dúvidas? Também respondo com carinho e afeição. Até mais.