SELO_LEITOR_NINJANão é fácil manter um blog. Tem dia que você tá de saco cheio de leitor sem noção (só alguns ok?), de proposta indecente de parceria (já me ofereceram até bacalhau no pagamento, sério), da responsabilidade de ter quase um segundo emprego sem ganhar praticamente nada pra isso. O que era uma diversão vai se tornando obrigação e o tesão pela coisa começa a diminuir.

Aí nesse dia você recebe um email e descobre porque ainda acredita e investe tanto nessa parada. O Maxwell me mandou a reforma do quarto dele que ficou incrível e ainda me fez ter muito orgulho do que eu faço aqui. Então vamo pro post porque ele escreve pra caralho e tem muita coisa pra você ver. Saca só: [line]

MAXWELL_1

Me chamo Maxwell Paula, sou publicitário desde 2008, e estou no último semestre de Design de Interiores aqui em Fortaleza. Bem Edu, o mês era setembro desse e eu sabendo que em novembro entraria de férias, surgia uma dúvida cruel: viajar ou reformar o quarto?? Mas quando vi que o motivo seria por conta de um novo auto-desafio, a decisão foi imediata. Iniciava aí, a “Operação Quarto Novo de Novo“, e paralelo a isso, final de semestre na faculdade (já viu, né!). Não queria “projetar” ou “comprar”, nem estava com grana pra isso… a ideia seria reutilizar, dar cara nova, garimpar o que tinha dentro de casa e utilizar materiais “acessíveis”, fora dos padrões convencionais mdf, laca, etc, e sem ultrapassar os $$$$ quatro dígitos.   

A primeira peça que fiz foi o pendura fotos de canos, e percebi que o segredo está no acabamento da tela antes de anexá-la ao cano pvc.

MAXWELL_2

MAXWELL_3

Depois veio o relógio… um clássico.

MAXWELL_4

A luminária de teto, foi um sufoco. rs Como pintei no jornal, ao tirar de um lado, meio que colou e saiu um pouco a tinta. Daí resolvi pendurar, e os fios ficavam enroscando, etc. Spray sob spray! Foi brabo! rs Mas venci! Resultado incrível!

MAXWELL_5 MAXWELL_6

Fã declarado da eterna AMY, era óbvio que ela estaria “enquadrada”. Como lido com arte digital diariamente na agência, criei meu auto-retrato deejay (sim, sou Deejay nas horas vagas também!) e uma outra arte com a Eames White DSW (uma das lindezas que ganhei de presente).

MAXWELL_9

A IQ Light (que está como pendente na mesa lateral) também foi “uma onda”. Depois de passar uma tarde inteira riscando e cortando moldes, ao final, na tentativa de montagem vi que estava tudo errado. Perdi tempo, e parte do laminado pvc. rs No dia seguinte, com o molde certo, foi só alegria.

MAXWELL_8 MAXWELL_7

Com essa parte pronta, mais ou menos já no quinto dia, comecei a pintura de fato. Lixar bem, aliás muito bem, os pallets foi fundamental. A tinta que utilizei foi a pva branca pra base, a esmalte sintético amarelo da coral, e no acabamento o verniz marítimo. E aí foram mais três dias entre demãos e espera de secagem.

MAXWELL_10

MAXWELL_11

Nesse meio tempo, dei o gás na faculdade. rs Nas minhas andanças pela cidade, sabe aquele banquinho que encontramos vendendo no sinal? Pois é, assim que vi, chega os olhos brilharam, pois já consegui visualizá-lo repaginado, claro! Comprei na hora. O casamento foi perfeito com o ventilador. rs. Mas nada disso havia sido difícil. O bicho pegou foi com as portas do guarda-roupa, que decidi retirar o laminado antigo e substituir pelos novos em branco e amarelo. Pense como foi chato. Mas depois vê-lo prontinho no lugar, vi que valeu a pena o sacrifício. O mesmo com as portas do revisteiro – só que com tinta, e fiz um listrado que ficou ultra cool.

 MAXWELL_10

Era chegada a hora do grande dia da montagem. E foi fantástico. A cada peça, a cada furo no teto, a cada pingo de cola quente ou de instantânea, os olhos brilhavam. A luminária, claro, assim como a sua Edu, instalei a dimmerização. Para a cabeceira dos pallets, sistema de led com dimmer também, e vidro no topo para ganhar uma “super prateleira”. No meu caso, deixei ela solta, e fica presa com a cama box mesmo. Já a mesinha lateral repaginada foi herdada da vozinha querida (RIP). 

 MAXWELL_12

MAXWELL_13

Enfim, o resultado dessa aventura toda vocês estão vendo aqui. Se tem uma palavra que pode definir é: REALIZADO! A “Operação” foi um sucesso. De fato meu objetivo de mostrar que mesmo com orçamento curto, com uma boa dose de criatividade, e principalmente paciência, é possível transformar todo um ambiente.  

MAXWELL_14 MAXWELL_15 MAXWELL_16 MAXWELL_17

Me inspirei muito bem no Homens da Casa para aprender que a decoração DIY (faça-você-mesmo) FAZ TODA A DIFERENÇA na vida de quem decide colocar a mão na massa. Comigo, a “Casa é de Ferreiro, e espeto é de Ferro”! rs

MAXWELL_18 MAXWELL_19

Grande abraço Edu, e a todos os leitores do blog. [line]

Quase um livro, mas pode dizer que valeu a pena vai. E como toda boa história tem uma lição de moral no fim, fica aqui a minha: REALIZE! Sua casa é seu espaço e tem que ter a sua cara. O faça-você-mesmo não serve só pra economizar, é uma terapia. Se não tem habilidade, mas tem grana, compre tudo, foda-se, tanto faz. Mas preste muita atenção: ENVOLVA-SE! É o seu canto! Decore, enfeite, pinte, borde. Qualquer um é capaz de coisas incríveis, INCLUSIVE VOCÊ!

E se você gostou, tá na hora de contar pro Maxwell né? Comenta aí então!

ATUALIZAÇÃO: Pra quem quiser baixar os moldes da luminária, é só clicar AQUI!. Obrigado Sara!